Curva ABC: o que é e como usar?

Curva ABC: o que é e como usar?

Uma das grandes dificuldades das empresas que trabalham com fluxo constante de vendas é, sem dúvida, o controle de estoque. Fazer uma gestão eficiente do seu estoque é fundamental, já que é um setor que afeta todos os outros dentro de uma empresa. Para poder resolver a maior parte dos problemas na gestão de estoque, existe uma ferramenta utilizada mundialmente que visa selecionar os itens que precisam ter um cuidado e apuração maior do estoque: é a chamada curva ABC.

O que é Curva ABC?

A Curva ABC é um método de classificação e agrupamento de itens, com base em sua importância, para a geração de receita e lucratividade da empresa. Este método de classificação foi criado a partir da teoria de Vilfredo Pareto, que no século XIX realizou uma análise que constatou que 80% da riqueza da população italiana estava nas mãos de apenas 20% de sua população.

Como funciona a curva ABC?

Independentemente do ramo de atuação da empresa, uma medida importante para se obter é a classificação dos produtos por volume de estoque e de vendas. A curva ABC faz um ranqueamento dos seus produtos mostrando qual deles traz maior retorno para sua empresa. Os que trazem maior retorno são classificados como produtos da curva A, os de médio valor e retorno ficam classificados na curva B, e a maior parte dos itens que trazem um retorno baixo para sua empresa ficam classificados na curva C (e atualmente podemos utilizar classificações D, E, etc). E como fazer esse ranqueamento?

Classe A

É o agrupamento de uma pequena porcentagem de itens, responsável por uma grande parcela da receita bruta ou lucro da empresa. Cada empresa possui seu percentual específico, mas, normalmente, apenas estão classificados nesse grupo até 20% dos itens. Esses itens são responsáveis por 80% do faturamento da empresa.

Classe B

Essa classe conta com 30% dos itens categorizados e costuma representar 15% das vendas da empresa. Ou seja, ficam com um percentual intermediário de importância para a gestão.

Classe C

Representa a maior parte dos itens, algo em torno de 50%, mas possui pouca representatividade para as receitas da empresa, ficando com apenas 5%.

A Curva ABC de estoque permite que o gestor avalie, por exemplo, o grau de dependência ou risco do negócio em relação a um cliente específico, bem como a análise de quais são os clientes que oferecem maior possibilidade de retorno. A partir da categorização dos produtos de acordo com a demanda e relevância no mercado, o seu controle de estoque fica mais direcionado. Dando prioridade aos produtos que apresentam um maior volume de vendas e de faturamento gerado. Com a curva ABC, é possível evitar gastos desnecessários com produtos que não serão vendidos em um primeiro momento. O que pode representar uma certa demora para recuperar o capital investido.

Curva ABC de clientes, como funciona?

Da mesma forma que a curva ABC de produtos, a classificação e categorização dos seus diferentes clientes se dá a partir de porcentagens referentes tanto ao volume, quanto ao valor de consumo de cada um deles.

  • Classe A: são os clientes mais ativos da sua empresa. Os clientes desse grupo correspondem a 80% de todo o faturamento da sua empresa. São clientes que tanto compram uma quantidade maior de produtos, quanto os que compram os seus itens mais caros.
  • Classe B: nem tão ativos quanto os representantes da classe A, os clientes da classe B são responsáveis por 15% do seu faturamento.
  • Classe C: estes clientes representam apenas 5% do seu faturamento. São pessoas que consomem com pouca frequência os seus produtos ou optam pelos mais baratos.

Quais ferramentas utilizar para fazer uma curva ABC?

Com o avanço das tecnologias ERP, que possibilitam todo o controle interno da empresa em um único sistema, a formulação da curva ABC já surge automaticamente. Os sistemas já providenciam o ranqueamento dos produtos de acordo com a venda no período determinado pelo usuário. Mas para quem ainda não possui um ERP e precisa mensurar os itens da curva ABC existem outras formas de prepará-la. Um aliado para executar essa tarefa é o Excel.

Em uma planilha você pode começar a listar seus produtos colocando as informações necessárias, que são:

  • Descrição;
  • Preço Unitário;
  • Quantidade atual em estoque;
  • Quantidade vendida no período;
  • Valor total vendido no período.

Depois basta colocar os produtos em ordem de acordo com o seu valor total com o intuito de se examinar a porcentagem que o valor de cada item representa para sua empresa. Faça a comparação dos valores de cada item com o valor total que a empresa fatura para assim obter a porcentagem que cada um representa dentro da organização.

Confira no vídeo mais informações sobre o que é a Curva ABC e como usar!

 

Agora que você sabe a importância da curva ABC, que tal conhecer um sistema que ajuda você a conseguir um controle apurado dos seus produtos e que ainda fornece muitas outras soluções para sua empresa? Clique aqui para conversar com um especialista e saber mais.

Compartilhar