Demonstrativo de resultados facilita a gestão financeira

Demonstrativo de resultados facilita a gestão financeira

O demonstrativo de resultado é uma rotina inteligente e flexível, pois permite ao usuário montá-lo de acordo com a realidade da empresa.

Conhecer o resultado final obtido nas operações da empresa é a mais importante informação financeira para a gestão do negócio. Para ter esse controle, a melhor ferramenta é o demonstrativo de resultados.  O demonstrativo de resultado é uma rotina inteligente e flexível, pois permite ao usuário montá-lo de acordo com a realidade da empresa.

Por meio do demonstrativo de resultados é possível conhecer com exatidão a realidade econômica e financeira da empresa, especialmente porque ele responde a algumas das perguntas mais importantes em se tratando de gestão de negócios: qual foi o balanço? Houve lucro ou prejuízo?

Fazer esta avaliação é importante, visto que se é possível medir o resultado obtido também será projetar com segurança vendas, redução dos custos e melhoria ou aumento das margens, para que o negócio seja ainda mais lucrativo. Em suma, a avaliação é a verdadeira administração pró-resultados.

Quando a empresa não tem um demonstrativo indicando o comportamento dos negócios, as decisões são tomadas sem consistência e normalmente baseadas apenas na situação diária do caixa, o que impede o planejamento a médio e longo prazo. Portanto, a implantação de um demonstrativo de resultados é fundamental para a boa gestão financeira dos negócios.

Recomendações

Deve ser implementado um demonstrativo de resultados mensal, que inclua, em reais e em porcentagem, a margem de contribuição, os custos fixos, o resultado operacional e o resultado líquido. Com esse controle, será possível saber o que aconteceu com a empresa em cada mês, o que dá a ideia do que acontecerá com o caixa em curto prazo.

Acompanhe rigorosamente os custos fixos, para que não saiam do controle. Lembre-se: os custos crescem proporcionalmente ao dinheiro disponível, ou seja, quando há dinheiro, ocorre um relaxamento e se gasta mais, muitas vezes sem necessidade. Por isso, com os demonstrativos dos meses anteriores, devem ser verificados os custos fixos que estão a crescer (a porcentagem do faturamento).

Identifique com clareza o resultado da empresa (lucro operacional) através do demonstrativo de resultado.  Para saber se o negócio é vantajoso, pode-se comparar com taxas de outros investimentos o valor relativo do lucro em relação ao investimento total e atualizado da constituição da empresa. Neste caso, deve-se ter uma expectativa de taxa de lucro superior ao melhor investimento do mercado ou pelo menos três vezes maior que a melhor taxa de aplicação financeira em curto prazo.

É importante conhecer a RENTABILIDADE do negócio, o que corresponde à remuneração do capital investido. Para calculá-la use a seguinte fórmula:

  • Taxa de rentabilidade = Lucro líquido x 100 / Investimento

Calcule ainda quanto rende a atividade operacional da empresa, ou seja, a LUCRATIVIDADE OPERACIONAL, a qual representa percentualmente o lucro operacional da empresa em relação às vendas:

  • Lucratividade Operacional = Lucro operacional  x 100 / Vendas

Por fim, verifique em quanto tempo terá o retorno do capital investido, considerando-se um determinado nível de vendas e lucros:

  • Prazo retorno do investimento = Investimento / Lucro líquido.

Faça a solução Gestão Financeira – do controle à decisão e saiba como controlar seu fluxo de caixa e ter outros controles da vida financeira de sua empresa.

Fonte: www.sebraemais.com.br

 

Compartilhar


Bem Vinda(o) ao Grupo In4! Por favor, escolha a área que deseja conversar e teremos todo o prazer em lhe atender.
//
Fale com um consultor (AL)
Fale com nossos especialistas da região de Alagoas
//
Fale com um consultor (PE)
Fale com nossos especialistas da região de Pernambuco
Fale com um consultor